INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

athenas Institucional, YDUQS

Independência do Brasil foi declarada em 7 de setembro de 1822, um marco histórico para o país. Por meio da independência, o Brasil deixou de ser uma colônia portuguesa e passou a ser uma nação independente. Antes do processo de independência do Brasil, ocorreu a transferência da corte portuguesa para o Brasil.

CHAGADA DA FAMÍLIA REAL AO BRASIL

A Família Real chegou ao Brasil, no dia 22 de janeiro de 1808, em Salvador-BA. Ele cumpriu a exigência feita pelos ingleses e estabeleceu o Decreto de Abertura dos Portos do Brasil aos países amigos de Portugal.

Com o fim das guerras lideradas por Napoleão e após o restabelecimento do continente europeu através do Congresso de Viena em 1815, O Brasil recebeu o título de Reino Unido de Portugal e Alvares. Medidas de D. João como a revogação de leis para que proibiam a criação de indústrias ajudaram no desenvolvimento do Brasil. No entanto, a regência dele no país não agradou os lusitanos. Após a morte da mãe, D. Maria I, D. João foi aclamado como rei e passou a ser chamado D. João VI.

Duas reações conhecidas contra o reinado de D. João VI no Brasil foram a Revolução Pernambucana e a Revolução do Porto. A primeira diz respeito ao movimento emancipacionista realizada em 1817, em Pernambuco. Já a segunda aconteceu em Portugal, em 1820 e visava recuperar o país dos estragos da invasão de Napoleão. Diante das pressões exercidas pelas revoluções D. João VI voltou para Portugal. No entanto ele deixou no Brasil o filho D. Pedro que ficou responsável pela regência no país.

 O GRITO DO IPIRANGA

A Independência do Brasil foi declarada por D. Pedro quando ele estava em viagem de Santos para São Paulo. A famosa frase: “Independência ou Morte” foi dita por ele quando estava próximo ao riacho Ipiranga. Por isso, a expressão também é conhecida como “O grito do Ipiranga” cujo foi declamada no dia 7 de setembro de 1822.

D. Pedro convocou uma Assembleia Constituinte, organizou a Marinha de Guerra e obrigou as tropas de Portugal a voltarem para o reino, exigindo que nenhuma lei entraria em vigor sem sua aprovação.

Durante uma viagem para São Paulo e Minas Gerais, na tentativa de acalmar os ânimos da sociedade abalada com os últimos acontecimentos, o príncipe regente recebeu um documento da corte de Lisboa informando sobre a anulação da Assembleia Constituinte. Tal fato fez com que D. Pedro retornasse a Portugal e anunciasse o fim dos laços e influências portuguesas sobre o Brasil. Então, no dia 7 de setembro de 1822, às margens do rio Ipiranga, em São Paulo, D. Pedro pôs fim a era Brasil Colônia e declarou a Independência do Brasil.

HINO DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

Para homenagear o fato histórico que marcou a separação entre Brasil e Portugal, o poeta e jornalista Evaristo da Veiga (1799-1837), em agosto de 1822, compôs o hino da Independência do Brasil. A composição foi musicada pelo maestro Marcos Antônio da Fonseca Portugal (1760-1830).

Diante disso: Viva ao Brasil – 07 de Setembro – Dia da Independência Brasileira.