Comissão do curso de Farmácia propõe projeto de Lei para o município de Urupá

athenas Farmácia, Institucional

Programa de Fitoterapia na Saúde Pública do município de Urupá foi o objeto de uma proposta de uma comissão do curso de Farmácia da Unijipa para uma emenda votada na Câmara Municipal da cidade, no dia 20 de maio.

O grupo, composto pelo Professor Drº Ely Eduardo Camargo Saranz, Professor Jeferson Salvi e pelos acadêmicos Amarildo, Cleia, Pedro Henrique, Hevilin, Rayssa Braga, Thyago, Laura, do 5º período do curso, estiveram presente na 13ª Sessão Ordinária de 2019 – 7ª Legislatura, durante a discussão e votação da matéria que em tramitação Projeto de Lei n. 004/2019/CMUR, dispõe sobre a Política de Implantação de Fitoterapia em Saúde Pública no município de Urupá.

A apresentação do projeto teve a finalidade de criar um programa consolidado por Lei Municipal com participação da iniciativa privada e da população, principalmente idosa.

Após a aprovação da Lei que reconhece a fitoterapia como medicina alternativa para o município, ficou estabelecido o desenvolvimento de oficinas para educação e incentivo da população, como também dos agentes municipais de saúde.

O secretário de saúde local propôs cursos de capacitação para profissionais da área da saúde, com as plantas medicinais.

PROJETO DE LEI N. 004/2019/CMUR

O programa de distribuição de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos no município de Urupá foi criado com intuito de prestar orientação técnico-científica para a instalação e organização do Programa de Distribuição de Plantas Medicinais e Fitoterápicos na rede pública de saúde do município de Urupá.

Para a implantação foram elencadas as principais espécies medicinais utilizadas pela população local no desenvolvimento de canteiros para cultivo.

O horto, considerado matriz, está localizado no Lar do Idoso de Urupá, onde foram plantadas várias espécies com ajuda da população local.

O Programa Farmácia Viva do município de Urupá, atende as recomendações da OMS, pois além de ter na sua organização o desenvolvimento de trabalhos de extensão, também investe na capacitação dos profissionais ligados aos serviços de fitoterapia.

O Programa Farmácia Viva contribui para uma relação construtiva nessa área no Estado de Rondônia, com interiorização das ações, fortalecimento e avanços necessários na área de Fitoterapia em Saúde Pública à luz da nova Regulamentação, através da Portaria nº 886/GM/MS, de 20 de abril de 2010, que Institui a Farmácia Viva no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).